Efeito do exercício no sistema imune: Resposta, adaptação e sinalização celular

  • Rodrigo Terra UERJ e UFRJ
  • Sílvia Amaral Gonçalves Silva UERJ
  • Verônica Salerno Pinto UFRJ
  • Patrícia Maria Lourenço Dutra UERJ

Resumo

Durante o último século, o homem tornou-se menos ativo fisicamente, adotando hábitos cada vez mais sedentários. Isto promoveu aumento na incidência de doenças crônicas tais como doenças cardiovasculares, diabetes do tipo 2 e síndrome metabólica. A prática de atividade física pode influenciar o estado de higidez alterando estados metabólicos e também o sistema imunológico. Durante a prática de exercício várias subpopulações de leucócitos são alteradas de acordo com a intensidade e duração da atividade desempenhada. Exercícios de intensidade moderada estimulam uma resposta proinflamatória, a qual tende para o padrão de citocinas do tipo Th1, diminuindo o risco de infecções, enquanto aqueles de alta intensidade tendem a promover respostas anti-inflamatórias, apresentando um padrão do tipo Th2, visando diminuir os danos na musculatura esquelética, o que pode ocasionar aumento de doenças infecciosas. Tais alterações, dependentes dos parâmetros inerentes ao exercício, também são vistas em células apresentadoras de antígeno (como macrófagos e células dendríticas), neutrófilos, células natural killer e em moléculas de superfície como os receptores do tipo Toll (TLR) e do complexo principal de histocompatibilidade de classe II (MHC II), além das modificações promovidas em todo o repertório de citocinas e mesmo em miocinas, como IL-6. Para que todas estas alterações ocorram, algumas cascatas de sinalização celular são acionadas, dando origem a um complexo processo de fosforilação/desfosforilação que culmina em ativação de fatores de transcrição, tradução de RNAm, síntese protéica e proliferação celular. O presente estudo tem como objetivo, revisar de forma sistemática os efeitos do exercício em células do sistema imunológico, bem como nas possíveis vias de transdução de sinais que direcionam a resposta imune.

Biografia do Autor

Rodrigo Terra, UERJ e UFRJ
DMIP/FCM/UERJ DBAF/EEFD/UFRJ Bioquímica e Imunologia do Exercício
Sílvia Amaral Gonçalves Silva, UERJ
Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia. Imunologia
Verônica Salerno Pinto, UFRJ
Departamento de Biociências da Atividade Física Bioquímica do Exercício, Imunologia do Exercício, Fisiologia do Exercício.
Patrícia Maria Lourenço Dutra, UERJ
Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia. Imunologia do Exercício
Publicado
2012-06-12
Seção
Fisiologia do Exercício - Artigo de Revisão